Entrevista: Olivier Anquier

Um dos mais carismáticos apresentadores da televisão brasileira, chef de cozinha, dono de restaurante e motociclista inveterado. Assim é Olivier Anquier, este francês de alma brasileira que encontra nas aventuras de moto um motivo a mais para ser feliz.
12
BY JAN POLETTO TERWAK – Revista ProMoto

Há 30 anos, Olivier Anquier adotou o Brasil como a sua casa, mas ao chegar por aqui, este francês de alma brasileira já trouxe na bagagem a paixão pelas duas rodas, que segundo ele, nasceu por influência de sua mãe – por incrível que pareça. Esta relação teve início quando ele comprou sua primeira moto, uma de trial, e a partir dali, jamais deixou de dar os seus rolês.

Oliver Anquier
Oliver Anquier
A trajetória de Olivier através de nossas terras começou em 1979, quando chegou por aqui para uma viagem de um mês, mas que acabaria estendo-se sem data-limite para acabar, por obra do destino – algo que ele faz questão de frisar que acredita. Bonitão, Olivier tornou-se modelo por aqui mas justamente isso o levou de volta à Europa, onde tornou-se um dos Top 10 no jet set internacional da haute cotture em meados dos anos 80, entretanto nem todo o brilho e glamour que cercava sua vida mexia de fato com suas fibras. Assim, em 1989 Olivier estava de volta ao Brasil para, então, seguir a sua verdadeira vocação: a culinária.

Entre 1991 e 94, Olivier abriu restaurantes em Jericoacoara (Ceará) e na Lagoa da Conceição (Florianópolis-SC), mas foi em 1995 que ele fez uma espécie de retorno às suas raízes, quando passou a dedicar-se a fazer pães, uma tradição de família, abrindo sua primeira padaria, a “Pain de France”, em Higienópolis, bairro nobre da capital paulista. Nesta época, o seu relacionamento com a atriz Débora Bloch foi o impulso que faltava para projetar publicamente sua imagem, pavimentando o caminho que o levou também à televisão.

Confira esta história por completo na edição 129 (junho/julho) da Revista Pró Moto. Corra já para as bancas!

Deixe uma resposta