MOTOGP, Tito Rabat fecha com Avintia Racing

A formação espanhola anunciou ao final da manhã que em 2018 contará nas suas fileiras com Tito Rabat, que deixa assim a Marc VDS após quatro anos de ligação conjunto belga, primeiro em Moto2 e depois MotoGP.

Foi também revelado que Rabat estará aos comandos de uma Ducati Desmosedici GP17, máquina que os pilotos oficiais da marca de Borgo Panigale dispõem este ano e com que tentará obter resultados bem melhores em comparação as discretas exibições que tem tido em MotoGP, onde estreou-se em 2016.

“Estou muito contente por ter assinado contrato com a Avintia Racing. Depois de dois anos com a Honda penso que realizámos um bom trabalho e que este é o momento certo para mudar de ares. Agora tenho uma nova oportunidade para demonstrar que posso ser um piloto competitivo em MotoGP. Ainda para mais numa equipa que já conheço há muitos anos e com uma moto que se adequa melhor às minhas características físicas e estilo de pilotagem. Esta é uma oportunidade que não vou deitar fora”, disse o campeão do mundo de Moto2 em 2014.

Recorde-se que a história de Tito Rabat com a equipa de Raúl Romero começou ainda nos tempos do Campeonato de Espanha de Velocidade e mais tarde prolongou-se no Mundial tanto nas categorias de 125cc e Moto2. A estreia de Tito Rabat no Mundial, em 2005 no Grande Prémio da Comunidade Valenciana de 125cc, ocorreu mesmo integrado na estrutura de Raúl Romero.

Com a entrada do piloto de Barcelona na Avintia Racing fica apenas por desvendar quem será o seu companheiro de equipa para que o plantel de MotoGP para 2018 fique fechado.

Deixe uma resposta