Dakar, EXTRA! Yamaha encontra água na gasolina fornecida pela organização

Dakar, EXTRA! Yamaha encontra água na gasolina fornecida pela organização

Na sequência do abandono de Andrew Short na segunda etapa do Dakar, a Yamaha divulgou hoje que tal se deveu a combustível contaminado fornecido pela organização no reabastecimento.

O norte-americano começou a sentir problemas na sua moto após o reabastecimento efetuado ao km 267 da etapa desta segunda-feira.

Já no “bivouac”, a marca dos tres diapasões procedeu à verificação da moto, chegando à conclusão que o “problema foi combustível contaminado com uma quantidade considerável de água no depósito de gasolina e no injetor da moto de Short” disse a equipa em comunicado.

A imagem da gasolina contaminada pela água de um dos concorrentes afetados por esta situação
A Yamaha acrescenta ainda que “água também foi encontrada no depósito da moto de Franco Caimi quando os mecânicos o esvaziaram. Felizmente para o argentino, a contaminação não foi tão significativa e ele pôde concluir a etapa.”

A equipa japonesa formalizou “junto da Federação Internacional de Motociclismo um pedido para congelar os resultados da etapa no segundo checkpoint, o que permitiria a Andrew Short arrancar para a terceira etapa. Este pedido foi rejeitado” o que deixa o n.º 7 definitivamente fora da corrida.

Assim ficou o injetor de gasolina de um dos concorrentes prejudicados pelo combustível contaminado
“Em resultado da contaminação do combustível, os depósitos das quatro motos oficiais da Yamaha foram esvaziados e os injetores de gasolina foram substituídos antes da etapa desta terça-feira que teve uma extensão total de 629 km” conclui o comunicado do fabricante nipónico.

motoraid