EI 2021, Socorro em SP é “Destino Duas Rodas”

EI 2021,  Socorro em SP é “Destino Duas Rodas”

Caminhos, trilhas, rotas temáticas, atendimento diferenciado, Centro Cultural Movimento. Socorro tem tudo para assumir o protagonismo no turismo em duas rodas.

Após uma pausa forçada pela pandemia da covid-19, novas ações do programa público-privado “Socorro Destino Duas Rodas” voltaram a acontecer, entre elas, recepcionar a etapa a final do 39º Enduro da Independência, neste ano, no feriado de 7 de setembro.

A pretensão é de tornar Socorro a capital das duas rodas brasileira, do turismo para moto e bike. O objetivo principal é fomentar e melhorar a economia do nosso município através do público AB, em torno de 35 a 65 anos dentro dos dois segmentos”, explicou o Coordenador do “Socorro Destino Duas Rodas”, Luciano Peixoto.

Metas ousadas e planejadas

Considerando a frota de 28 milhões de motocicletas no país, Luciano Peixoto estima que o público-alvo da cidade seria em torno de 250 mil motos de alta cilindrada aptas para o mototurismo, e ainda quem possui motos de baixa cilindrada, trail ou custom.

Rota Mogiana em Socorro

“O que existe é um trabalho a ser feito para que a gente possa trazer pelo menos em torno de 25% desse público para Socorro dentro do prazo de um ano. Não é fácil, além de receber bem, infraestrutura, mão de obra qualificada, encantar, a gente precisa divulgar”.

O projeto foi lançado oficialmente em 2019. Foi elaborado um plano de negócios com as ações em cinco etapas a serem realizadas, inclusive eventos esportivos, culturais e encontros.

O programa tem apoio do Sebrae, do Governo do Estado, da Confederação Brasileira de Motociclismo.

“Nós sabemos aonde queremos ir, sabemos da nossa necessidade, conhecemos as nossas limitações, sabemos onde precisa melhorar”, detalhou.

No meio do caminho, a pandemia

No início de 2020, Luciano Peixoto narrou que a cidade sediou a exposição “Duas Rodas e uma Nação”, que recebeu cerca de 8.200 visitantes de 179 cidades do país em um mês.

Exposição Duas Rodas e Uma Nação

Com as restrições causadas pelo covid-19, dos dez eventos previstos para 2020, outros dois ocorreram, respeitando todos os protocolos de segurança: a cidade foi o ponto de partida do 38º Enduro da Independência e também sediou uma etapa do Campeonato Brasileiro de Hard Enduro.

Se a promoção de eventos foi afetada, o jeito foi investir no que era possível executar. Uma comissão pública-privada faz a revisão do plano de negócios. Além da implantação até o fim do ano da plataforma de divulgação, uma peça importante para o marketing da proposta que une o trade turístico e comercial.

“Foi criado um site e toda uma estratégia para atrair esse público, com roteiros de bike, de moto e outras tantas ofertas, atrativos. As pessoas possam vir e sempre serem bonificados no momento que usufruem do que estamos oferecendo”, disse.

Anfitriã inesquecível

O plano de negócios prevê a capacitação de toda a rede para fazer o turista se sentir em casa e querer voltar outras vezes.

Colina dos Sonhos

“Estamos implementando a qualificação da mão de obra e dos estabelecimentos para receber bem este público, desde postos de gasolina, restaurantes, hotéis, pousadas, lojas, comércio em geral. Isso é um trabalho longo”, comentou

Para atrair o turista de motos ou bikes, a cidade oferece roteiros nas trilhas em propriedades privadas e os caminhos, que passam por melhorias.

“Teremos rotas tematizadas, todas já foram levantadas. A gente precisa colocar agora na prática a sinalização e a divulgação de cada rota através de aplicativos tanto para bike quanto para moto. Além disso todos que usarão essa rota poderão ser bonificados com descontos nos estabelecimentos de Socorro, porque vão ter QR Code para isso”, explicou Luciano Peixoto.

O coordenador do programa “Socorro Destino Duas Rodas” ressalta o trabalho que une esforços da Secretarias de Turismo, de Esporte, Cultura, da Associação das Empresas de Turismo de Socorro, ações da Associação Comercial. Ele cita que a localização estratégica, perto de quatro aeroportos em São Paulo e na divisa com Minas Gerais, é uma vantagem.

Parque da Cidade em Socorro 

“Temos estradas maravilhosas, isso por si só já atrai o motociclista para cá. Temos parques de aventura, temos pôr do sol icônico na Pedra da Bela Vista. Temos oito empresas de rafting, estamos fazendo um trabalho forte na gastronomia, bares temáticos, duas cervejarias. A cidade é acolhedora, ela está dentro de um clima extremamente fantástico. Estamos a 740 m de altitude, são 1.300 km estradas de terra catalogados, tem o voo livre que é fortíssimo. Nós temos aqui diversos atrativos com uma logística favorável”, enumerou.

Outro atrativo será conhecido pelos pilotos do Enduro da Independência 202: o Parque da Cidade, onde será a chegada da competição.

“O turismo de aventura tem muito a ver com o nosso público, aventureiro, que quer uma coisa diferenciada nesse sentido, a relação com o meio ambiente. Dividimos com Brotas, cidade parceira, o título de capital do turismo de aventura do Brasil. O parque da cidade é um benefício para o turista que queremos trazer, com a possibilidade de ter uma pista de pump track no parque da cidade”.

Eventos e Centro Cultural Movimento

Luciano Peixoto explicou que a reta final de 2021 será agitada na cidade. O próximo evento é o encerramento da 39ª Edição do Enduro da Independência, em 7 de setembro.

No início de dezembro, a cidade recebe uma etapa do Campeonato Brasileiro de Hard Enduro. E ainda negocia para sediar uma prova de maratona de mountain bike.

“Estamos acolhendo eventos ligados à cultura, ao esporte e ao social, como os encontros. Por que fizemos isso? Para a gente poder abranger toda variante de público”, contou.

Além disso, a previsão é inaugurar o Centro Cultural Movimento Bike Story e Moto Story, em setembro, em um prédio histórico, datado de 1909. Luciano Peixoto ressalta que o espaço deve se tornar uma referência para quem ama o assunto.

“Vai ser um dos principais museus de duas rotas, com um dos principais acervos da América Latina. Carlão Coachman é o curador e o concessionário desse projeto, uma ação importantíssima para o projeto, para o mundo olhar para Socorro. É um acervo fabuloso, é riquíssimo, um museu que fala das pessoas e não dos veículos. É fundamental e tem um atrativo muito forte”, disse.

Texto: Misto Quente Comunicação

Coordenação: Lúcio Pinto Ribeiro

motoraid