Mundial de Enduro – GP Portugal – Crivilin é sétimo no 2o. dia

Mundial de Enduro – GP Portugal – Crivilin é sétimo no 2o. dia

Neste domingo (20/06) aconteceu o segundo dia da primeira etapa do Mundial de Enduro em Portugal. O brasileiro Bruno Crivilin (Honda) participa da categoria Enduro 1, onde ele repetiu o resultado do sábado, finalizando na sétima posição na categoria, e 17a. posição na EnduroGP. O vencedor da Enduro1 foi Davide Guarnieri (Fantic), com Andrea Verona em segundo e Bernardini Samuele em terceiro. Na principal categoria, a EnduroGP, vitória neste domingo de Will Ruprecht da TM, seguido por Brad Freeman (Beta), Steve Holcombe (Beta), Josep Garcia (KTM) e fechando os cinco primeiros Jaume Betriu.

Claramente avançando como um sério candidato a 2021, Ruprecht conquistou sua primeira vitória na carreira do EnduroGP, em condições desafiadoras. Com a mudança no clima aumentando a dificuldade dos testes especiais, o jovem australiano manteve a calma enquanto lutava com Steve Holcombe (Beta), o vencedor do primeiro dia Brad Freeman (Beta) e Josep Garcia (KTM) ao longo do dia.

Superando dois dos três testes de Enduro do campeão do dia, enquanto limitava seus erros no escorregadio Extreme Test, o piloto da TM segurou-se para reivindicar uma vitória memorável. Apesar de apenas um segundo separar os três pilotos na terceira e última volta, Freeman não conseguiu manter Ruprecht afastado e teve de se contentar com o segundo resultado.

Holcombe, que mantinha a liderança a dois testes do fim, perdeu para Ruprecht e Freeman, terminando o dia em terceiro. Com os erros a custarem caro, Garcia abandonou a disputa pelo pódio na última volta para terminar em quarto. Na luta pelo quinto lugar, o espanhol Jaume Betriu (KTM) segurou o italiano David Guarneri (Fantic) para completar os cinco primeiros.

“É incrível conseguir minha primeira vitória no EnduroGP, estou muito feliz com isso”, disse Ruprecht. “Hoje foi um dia difícil, os testes foram muito difíceis depois do primeiro dia. Todo mundo estava no limite hoje, lutando pela vitória. Vencer nessas condições, contra esses pilotos, é uma loucura e vai demorar um pouco para entender o que acabou de acontecer. Foi um fim de semana brilhante e uma maneira incrível de começar a temporada. ”

Enduro 1 – Guarneri em boa forma

Estimulado por sua batalha pelo quinto lugar geral no EnduroGP, Guarneri aproveitou o momento para rodar com segurança para uma vitória convincente no Enduro 1 classe. O piloto do Fantic estava em forma de vôo ao vencer seis dos 12 testes especiais do dia. Incapaz de espelhar sua corrida vencedora desde o primeiro dia, Andrea Verona (GASGAS) terminou o dia como vice-campeão, mas 35 segundos atrás de Guarneri. Garantindo a última etapa do pódio, Samuele Bernardini (Honda) segurou o belga Antoine Magain (Sherco) pelo terceiro lugar.

Enduro 2 – Ruprecht brilha

A classe Enduro 2 foi mais uma vez outra batalha a três pela vitória entre Ruprecht, Holcombe e Garcia, com Ruprecht desta vez superando o trio. Enquanto a luta pela liderança do EnduroGP diminuía e mudava durante todo o dia, o mesmo aconteceu com o Enduro 2, com Ruprecht finalmente saindo na última volta para vencer Holcombe e Garcia. Atrás dos três primeiros, o campeão 2020 FIM Enduro Junior Hamish MacDonald (Sherco) ficou em quarto lugar, com o finlandês Eero Remes (TM) em quinto.

Enduro 3 – Freeman no topo

Embora a vitória do EnduroGP apenas o iludisse, Freeman dominou confortavelmente os procedimentos no Enduro 3 pelo segundo dia consecutivo. Como a luta pela vitória geral o levou mais à frente de sua classe, o piloto Beta superou todos os testes especiais do dia, exceto um, com apenas o primeiro teste cruzado ACERBIS escapando dele. Jaume Betriu garantiu o segundo lugar novamente no segundo dia, enquanto Daniel McCanney (Sherco) completou o pódio. Enric Francisco (Sherco) e Jamie McCanney (Husqvarna) completaram os cinco primeiros.

Enduro Feminino – Badia vira o jogo

Houve uma reviravolta na sorte no Enduro Feminino, com Mireia Badia surgindo para uma vitória surpreendente. Embora muitos esperassem que a vencedora do primeiro dia Laia Sanz (GASGAS) continuasse de onde parou, não foi o caso. Com o tempo provando ser um nivelador, Sanz, Badia e Jane Daniels (Fantic) travaram uma luta titânica pela vitória. No final, separado por apenas 14 segundos, Badia obteve uma margem de dois segundos na vitória sobre Daniels, com Sanz a mais 12 segundos em terceiro. Justine Martel (KTM) e Rosie Rowett (KTM) completaram os cinco primeiros.

“Que dia!”, Disse Badia. “Foi uma grande batalha o dia todo entre Jane, Laia e eu, então vencer essas duas é inacreditável. Acho que o teste cruzado ACERBIS foi meu melhor recurso e me senti mais confortável lá. ”

Enduro Junior – Pavoni avança

No Enduro Junior, foi Matteo Pavoni quem se destacou. Depois do resultado em segundo lugar no primeiro dia, o italiano encontrou um pouco mais de velocidade para sair por cima. No que provou ser uma batalha acirrada, ele venceu o finlandês Roni Kytonen (Honda) por cinco segundos para a vitória. O francês Leo Le Quere (Sherco) segurou o vencedor do primeiro dia Lorenzo Macoritto (TM) pelo terceiro lugar. Sergio Navarro (GASGAS) da Espanha ficou em quinto lugar.

Enduro Youth – Fantic clean sweep

Albin Norrbin (Fantic) da Suécia correu para a vitória da classe Enduro Youth. Encontrando uma curva extra de velocidade, Norrbin mediu seu companheiro de equipe Harry Edmondson (Fantic) no segundo dia para chegar ao topo do pódio. Apesar de uma volta final muito forte, Edmondson não conseguiu puxar Norrbin de volta e teve que se contentar com o segundo. Fazendo mais uma varredura limpa para Fantic no Enduro Youth, Kevin Cristino (I) foi o terceiro. Albert Fontova (KTM) e Riccardo Fabris (Fantic) foram quarto e quinto, respectivamente.

O 2021 BORILLI FIM EnduroGP World Championship continua com a segunda rodada no GP da Itália em Edolo, nos dias 25 e 27 de junho.

motoraid