Nova CRF450R 2021 mudou muito, veja!

Nova CRF450R 2021 mudou muito, veja!

A nova CRF450R recebe melhorias importantes na ciclística para ser ainda mais eficaz na procura dos melhores tempos em pista. Descubra aqui o que a Honda preparou para a CRF450R de 2021.

Apareceu em 2002 e quase vinte anos depois a CRF450R recebe por parte dos engenheiros da Honda uma importante atualização para enfrentar a temporada de 2021 com argumentos que a tornam numa das melhores opções para a prática de motocross.

A 450 da marca nipónica recebe uma atualização profunda para o próximo ano, fruto do trabalho desenvolvido pelo HRC no Mundial de Motocross MXGP, onde pelas mãos de Tim Gajser a CRF450RW, versão de competição, conquistou o ambicionado título maior da categoria.

O grande foco da equipe de desenvolvimento da Honda CRF450R foi de dotar esta moto de uma capacidade excecional em curva. A dinâmica tinha de ser melhorada, e por isso nada melhor do que aproveitar parte do que foi conseguido com a CRF450RW.

Se em 2020 o quadro dupla trave permaneceu inalterado em relação ao ano anterior, para 2021 este componente tão relevante na dinâmica de uma moto foi totalmente redesenhado. As traves principais foram estreitadas e, para além de verem a sua rigidez lateral modificada, ajudaram a Honda a reduzir o peso do quadro para os 8,4 kg, menos 700 gramas do que a versão anterior.

Com uma rigidez lateral 20% menor, a nova CRF450R para 2021 garante, de acordo com a Honda, uma maior velocidade em curva e melhor tração à saída das curvas. Para além disso, o piloto vai sentir uma precisão ainda maior da direção, o que se traduz em confiança para atacar as trajetórias mais agressivas.

A nova suspensao Showa invertida, totalmente ajustável, com bainhas de 49 mm e molas helicoidais, é uma versão derivada da suspensao de “fábrica” fornecida às equipes do campeonato japonês de MX. Com o objetivo de melhorar e suavizar as performances em curva, a suspa recebeu novas válvulas, o seu curso foi alongado 5 mm, agora para 310 mm.

A válvula do êmbolo principal do amortecedor traseiro Showa foi ampliada para respostas mais rápidas e uma melhor absorção dos impactos. A sua mola também usa o aço mais leve do mundo – poupando 200 g.

 

O assento agora é mais curto, mais leve, e 10 mm mais baixo atrás, para ajudar na liberdade de movimentos do piloto.Também é muito mais fácil de remover e instalar.

A manutenção foi simplificada, e o número de parafusos de 8 mm que prendem os painéis passou de 6 para 4 de cada lado. Esta nova moto também é 70 mm mais estreita (50 mm à esquerda e 20 mm no lado do escape) e os plásticos também são mais finos.

Toda a geometria da ciclística foi trabalhada. Assim, a distância entre eixos reduz para 1481 mm e a altura livre ao solo aumenta em 8 mm.

Para que o piloto consiga encontrar a posição de condução ideal, a Honda instalou na CRF450R de 2021 um novo guidon Renthal Fatbar, mais flexível, e que conta com apoios que permitem o ajuste da posição do mesmo, mais para a frente ou para trás.

Em conjunto com o depósito de combustível redesenhado, a CRF450R garante um controlo mais preciso e maior liberdade de movimentos.

Se a ciclística foi alvo de modificações profundas, o mesmo não se pode dizer do motor.

No caso do monocilíndrico Unicam de 440,7 cc, a estratégia adotada foi refinar o que já era um bom motor. Os mapas de injeção PGM-FI viram os seus parâmetros otimizados, tal como o sistema de controlo de arranque. O piloto continua a poder modificar a tração com o Honda Selectable Torque Control.

O HSTC oferece três modos de funcionamento:

– O Modo 1 intervém de maneira mais suave e apenas após um tempo relativamente longo; ­ este modo é adequado para reduzir o deslizar da roda traseira e manter o controlo nas curvas apertadas;

– No Modo 3, o sistema intervém mais rapidamente e com maior força; por isso é útil para condições de aderência reduzida e pistas com lama;

– Naturalmente, o Modo 2 é um ponto intermédio entre os Modos 1 e 3, em termos de velocidade e força de intervenção.

 

A admissão foi trabalhada para, em conjunto com um novo sistema de escape, de uma só ponteira, garantir uma potência e binário mais lineares. A Honda anuncia um aumento de 0,6 kW acima das 5000 rpm. Muita da melhoria deverá ser creditada à nova caixa de ar de 4,8 litros de volume, mais fácil de aceder para manutenção.

A inclusão de uma embreagem hidráulica é uma atualização retirada diretamente da moto de Gajser. Este sistema melhora o controlo e a sensação na manete (é 10% mais leve), para além de ter uma folga consistente sob condições de pilotagem exigentes.

A capacidade da embreagem foi aumentada 27% pela inclusão de um prato extra – agora 8 em vez de 7 discos– e trabalha com uma mola de fricção extra para maximizar a transmissão de energia e a durabilidade. A patinagem foi reduzida em 85% à potência máxima.

Ao nível da eletrónica a Honda apresenta ainda as seguintes opções: controlo de arranque e modos de motor.

O sistema de controlo de arranque HRC oferece ao piloto a melhor opção para os arranques mais poderosos, também com opção por 3 modos diferentes:

– Nível 3 – 8.250 rpm, condução na lama/piloto amador.
– Nível 2 – 8.500 rpm, condução com piso seco/piloto médio.
– Nível 1 – 9.500 rpm, condução com piso seco/piloto experiente.

O botão EMSB (Engine Mode Select Button – Botão de Seleção do Modo do Motor) altera as características do motor e os três mapas disponíveis para adequar a moto às condições de pilotagem e às preferências do piloto:

Aqui ficam todas as especificações técnicas da Honda CRF450R para 2021

MOTOR

Tipo – Monocilíndrico, Unicam, 4 tempos, refrigeração por líquido

Cilindrada – 449,7 cm³

Diâmetro x Curso – 96,0 x 62,1 mm

Relação de compressão – 13,5 : 1

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

Alimentação – Injeção de combustível

Capacidade do depósito de combustível – 6,3 Litros

SISTEMA ELÉTRICO

Ignição – CDI Digital

Arranque – Motor elétrico

TRANSMISSÃO

Tipo de embraiagem – Húmida, discos múltiplos

Tipo de caixa – Engrenagem constante

Relação de transmissão final – Por corrente

QUADRO

Tipo – Dupla trave em alumínio

CICLÍSTICA

Dimensões (C x L x A) – 2.182 x 827 x 1.267 mm

Distância entre eixos – 1.481 mm

Ângulo da coluna da direção – 27,1°

Eixo de arraste (trail) – 114 mm

Altura do banco – 965 mm

Altura ao Solo – 336 mm

Peso a Seco – 105,8 kg (110,6kg peso em ordem de marcha)

SUSPENSÃO

Dianteira – Suspensao invertida (USD) Showa de 49 mm

Traseira – Monoamortecedor Showa com sistema Honda Pro-Link

Rodas

Dianteira – Alumínio, de raios

Traseira – Alumínio, de raios

Pneu Dianteiro – 80/100-21-51M Dunlop MX33F

Pneu Traseiro – 120/80-19-63M Dunlop MX33

Freios

Dianteiro – Um disco de 260 mm

Traseiro – Um disco de 240 mm

motoraid