Nova Honda CRF 300 L, QUANDO VEM PARA O BRASIL?

Nova Honda CRF 300 L, QUANDO VEM PARA O BRASIL?

A POPULAR ‘DUPLA PROPOSTA’ DA HONDA, A CFR 250 ASSUME PARA 2021 A DESIGNAÇÃO CRF 300 L, CONTANDO COM MAIOR CILINDRADA E EVOLUINDO NA CICLÍSTICA (MAIS LEVE 4 KG), POSIÇÃO DE CONDUÇÃO, MOTOR E EQUIPAMENTO. ESTÁ AGORA AINDA MAIS PERFEITA PARA REPARTIR A CONDUÇÃO DIÁRIA COM OS TRILHOS FORA-DE-ESTRADA.

Até hoje, a CRF250L provou ter uma plataforma muito frutífera que, para além de originar uma versão RALLY, desfruta de um sucesso de vendas consistente em todo o mundo. No entanto, o tempo passa e agora chega a nova CRF300L de 2021 – mais leve, mais potente e com uma série de melhorias de pormenor. É exatamente a moto “faz tudo” e dual-purpose que a CRF250L, só que numa forma ainda mais marcante.

A essência daquilo que compõe uma verdadeira moto ‘dual-purpose’ há muito tempo que faz parte do ADN da Honda. No final da década de 1970, era lançada a XL250S – uma moto que podia ser genuinamente usada na estrada e que oferecia performances excelentes em off-road. Toda a gama XL que se seguiu, tornou-se então uma lenda e provou que a combinação de um motor monocilíndrico a quatro tempos, económico e fácil de usar com uma componente ciclística competente criava uma moto útil, versátil e ao mesmo tempo divertida.A longa história da empresa – na competição off-road e em motos off-road – revelou ser muito útil para o desenvolvimento deste tipo de modelo abrangente. Para os ambientes urbanos durante a semana, a moto teria de ser robusta e prática, mas com um estilo off-road e de “tecnologia de ponta” que permitisse ao fim de semana o condutor levá-la a qualquer terreno.

Com um motor potente e económico, mas também uma componente ciclística muito abrangente e capaz. O lançamento em 2012 da CRF250L demonstrou que os engenheiros da Honda acertaram em pleno na fórmula ‘dual purpose’.

MAIS CILINDRADA E POTÊNCIA

Agora com 286cc de cilindrada, o motor da nova CRF300L – já adaptado ao Euro 5 – produz mais 10% de potência de pico, 26,9 cavalos (20,1 kW) às 8.500 rpm e 18% mais de binário máximo que sobe agora a 26,6 Nm às 6.500 rpm. Para se atingirem esses valores a distribuição da admissão foi revista, juntamente com a admissão de ar e o sistema de escape, gerando essas alterações um binário e uma potência a média rotação muito mais fortes. Na transmissão as mudanças, entre 1ª e 5ª, são mais curtas, para melhores respostas, sendo a 6ª mais longa para se obterem velocidades de cruzeiro elevadas e mais descontraídas. Por último, o sistema de embraiagem assistida/deslizante gere melhor a roda traseira quando se engrena uma redução forte e reduz o esforço na manete em menos 20%.

Internamente o motor foi revisto ao nível do comando das válvulas, especificamente na admissão, por forma a aumentar as respostas a baixa e média rotação – precisamente a faixa mais usada na cidade ou em off-road – revisões complementadas pelo filtro de ar, pelo coletor de escape (660 g mais leve que o anterior), pelo silenciador e pela própria ignição, todos redesenhados. A vela de ignição é de irídio que, juntamente com a dosagem precisa do combustível pelo sistema de injeção PGM-FI, reduz ainda mais os consumos e diminui a pega ambiental da CRF.

O sistema de refrigeração usa um radiador de 12,7 kW de eficiência. Localizado à esquerda da moto e protegido por uma grelha de polipropileno defletida para melhorar o fluxo de ar, o sistema recorre a uma ventoinha delgada para manter em controlo a temperatura do motor a velocidades mais baixas, seja no meio do tráfego congestionado ou nas situações off-road mais complicadas. O motor da CRF300L tem homologação EURO5.

EMAGRECIMENTO DA CICLÍSTICA EM 4 KG

A parte ciclística melhorada apresenta um depósito e um banco mais estreitos, bem como um novo painel LCD positivo. A posição de condução também foi alterada para melhorar a já fantástica capacidade de manobra, um aspeto fundamental na condução off-road, mas com a mesma utilidade em cidade. Isto foi conseguido pela diminuição da largura (–30 mm) na trave principal e nas traves inferiores mais pequenas, estas com 25,4 mm de diâmetro (antes 28,6 mm) e pela redução de 20 mm na largura na trave de reforço central.

Como complemento, o braço oscilante em alumínio fundido de uma só peça não é apenas 550 g mais leve, apresenta também uma redução de 23% na rigidez lateral. Este componente é também 15 mm mais estreito logo atrás do ponto de pivot, usando um formato transversal suave para criar uniformidade na deflexão.

O quadro do tipo berço semi-duplo em aço é completamente novo e contribui com 2,15 kg para a perda de peso. Juntamente com o braço oscilante em alumínio e a forquilha, o novo quadro é o principal contribuinte para o aligeirar de 4 kg no peso da nova CRF 300. A moto apresenta ainda revisões no equilíbrio da rigidez, oferecendo melhor feedback e sensibilidade ao condutor; a geometria da direção foi reajustada e ambas a suspensões têm maior curso, o que resulta numa superior distância ao solo, que passou de 255 para 285 mm. O peso em ordem de marcha da nova CRF 300 é de 142 kg.

AMORTECIMENTO E TRAVAGEM

À frente, a forquilha invertida Showa de 43 mm ganha de 10 mm de curso, para 260 mm, com revisões ao nível da constante de elasticidade da mola e das configurações de amortecimento afim de oferecer um controle mais preciso ao longo de uma vasta gama de terrenos e velocidades. A suspensão traseira Pro-link apresenta agora um curso de eixo de 260 mm ( anteriormente era de apenas 240 mm) e funciona em conjunto com o amortecedor traseiro da Showa.

O travão dianteiro usa um único disco de 256 mm acionado por uma pinça de dois êmbolos; atrás, o disco é de 220 mm e a pinça só tem um êmbolo. Em comum com as CRFs de competição, a bomba principal é agora integrada e está mais leve. Os discos são ondulados – uma opção também retirada diretamente da CRF250R/CRF450R – com características excecionais em termos de autolimpeza em condições mais adversas. O ABS tem 2 canais e é de origem.

POSIÇÃO DE CONDUÇÃO E EQUIPAMENTO

Ainda mais inspirada nas CRFs de competição, a parte ciclística e o grafismo da CRF300L foram renovados. O depósito de 7,8 litros foi aligeirado em 190 g e é mais fino do que antes. Dessa forma o depósito pode ajustar-se melhor aos movimentos para a frente do condutor, também facilitado pelo banco dianteiro mais delgado. O suporte da chapa da matrícula também foi diminuído, oferecendo uma redução suplementar de 300g, enquanto que o guarda-lamas dianteiro, de formato agressivo, é também mais leve.A posição de condução foi alterada, melhorando subtilmente a posição de condução. O guiador está ligeiramente mais atrás e os poisa-pés foram rebaixados e também recuados, facilitando a troca das mudanças com as botas pesadas de off-road. A altura do banco subiu 5 mm, agora 880 mm, formando com o condutor em pé, um triângulo muito natural. O descanso lateral também é novo, agora com mais 10% de área no seu pé.O painel LCD foi redesenhado e é 70 g mais leve; esta unidade tem dígitos pretos e um fundo branco, numa configuração muito fácil de ler. Os números no velocímetro são também 6 mm maiores, agora 23 mm. As informações ao condutor incluem a indicação da mudança engrenada, os consumos instantâneo e médio, um cronómetro e um conta-rotações.Os acessórios exclusivos para a CRF300L incluem uma top case de 38 litros, um suporte e fixações para o porta-bagagens traseiro, bem como uma proteção para o cárter do motor.FICHA TÉCNICA

HONDA CRF 300 L 2021

MOTOR
Tipo Motor monocilíndrico, DOHC, arrefecido por água
Cilindrada (cm³) 286 cm³
Nº de válvulas 4
Diâmetro ´ Curso (mm) 76,0 x 63,0
Relação de compressão 10,7 : 1
Potência máxima 20,1kW/8.500 rpm
Binário máximo 26,6Nm·m/6.500 rpm
Capacidade de óleo 1,8 litros
SISTEMA DE COMBUSTÍVEL
Alimentação Injeção eletrónica de combustível PGM-FI
Capacidade do depósito de combustível 7,8 litros
Consumos 3,09 l/100 km (32,3 km/l)
Emissões de CO2, WMTC 73 g/km
SISTEMA ELÉTRICO
Capacidade da bateria 12 V-7 AH
TRANSMISSÃO
Tipo de embraiagem Embraiagem húmida, assistida/deslizante, discos múltiplos
Tipo de caixa 6 velocidades
Relação de transmissão final Por corrente
QUADRO
Tipo Berço semi-duplo, em aço
CICLÍSTICA
Dimensões (C x L x A) 2.230 x 820 x 1.200 mm
Distância entre eixos 1.455 mm
Ângulo da coluna da direção 27,5°
Eixo de arraste (trail) 109 mm
Altura do banco 880 mm
Altura ao solo 285 mm
Peso em ordem de marcha 142 kg
Raio de viragem 2,3m
SUSPENSÃO
Dianteira Forquilha telescópica USD, 43 mm
Traseira Sistema Pro-link
JANTES
Roda Dianteira Alumínio, de raios
Roda Traseira Alumínio, de raios
Pneu dianteiro 80/100-21M/C 51P
Pneu traseiro 120/80-18M/C 62P
TRAVÕES
Tipo de ABS ABS de 2 canais
Travão dianteiro Disco de 256 x 3,5 mm com pinça de dois êmbolos
Travão traseiro Disco de 220 x 4,5 mm com pinça de um êmbolo
INSTRUMENTOS E SISTEMA ELÉTRICO
Instrumentos LCD
Farol Lâmpada
Farolim Lâmpada

motoraid